A Escrita como carreira

Para ser um bom escritor, não é preciso “apenas” escrever bem, existem outros aspectos muito importantes para quem tem a intenção de publicar uma obra, confira abaixo dicas que se ao segui-las poderá lhe ajudar a se tornar um autor de sucesso.

  • Ler muito.

Não basta ler clássicos, famosos ou da sua área técnica, é preciso ler com abrangência.
Quando se lê desde histórias de vampiros até os mais recentes experimentos culturais, passando pelos infantis e os de divulgação científica, ficamos com uma noção do que está sendo feito, publicado, gostado e ousado.
Esse sentimento do que é praticado pelos colegas autores dá uma noção de onde podemos ir mais longe, onde temos que nos conter e o que os leitores de hoje têm apreciado.

  • Entender as editoras e o mercado

Conheça o mercado que você atua e as editoras. É preciso entender o que acontece na área em que escreve. Para isso olhe para as editoras de seu segmento e acompanhe os acontecimentos. Por exemplo:
Os autores que escrevem fantasia sabem quais são as editoras que publicam fantasia, os títulos que fizeram sucesso nos últimos ano, os autores que têm o que dizer.
Os acadêmicos sabem quais são as editoras acadêmicas abertas a novos autores, que investem na sua área, que divulgam os livros nas feiras e os assuntos que têm motivado polêmicas.
De novo, saber como o mercado se comporta ajuda a adotar uma postura de colaboração com o editor, de levar algo que o profissional do livro queira, procure, disponha-se a financiar.

  • Criar maneiras de se comunicar com leitores

Livros são diálogos com os leitores. Esses leitores se manifestam pela internet hoje em dia, e chegar a eles é imprescindível para se ter uma carreira.
Blogs lidos, sites acessados, eventos populares são sinais para editores que o autor já fala com seu público. São também mecanismos de divulgar as obras publicadas e provocar sua leitura.
Não basta ser publicado, é preciso ser lido. E para isso nada melhor que um canal de comunicação aberto com os leitores potenciais e reais.

  • Participar ou criar redes de escritores

Sempre funciona melhor quando não estamos sozinhos, quando participamos de um movimento, um grupo, uma tendência, etc.
Se o grupo não existe, sugiro que você crie um. Poetas alternativos do Nordeste, jovens budistas, professores de biologia marinha, todo escritor pode fundar um grupo ou associar-se a pessoas com interesses semelhantes e juntos criarem maneiras de se divulgar, promover eventos e ser publicados.
Editores, leitores e a mídia prestam mais atenção a grupos que a indivíduos, aproveite que estamos numa era de comunicação fácil e organize-se.

Fazendo assim, você tem a chance de publicar não um mas vários livros e sua possiblidade de sucesso será ainda maior.

 

Fonte: Escreva seu livro